26 de fevereiro de 2015

Vigilante morre afogado após tentar salvar turista na Lagoa do Abaeté

Dois homens morreram afogados após um turista mergulhar na lagoa do Abaeté, na noite desta terça-feira (24), no bairro de Itapuã, em Salvador.

O turista de São Paulo, Carlos Eduardo Sena, 27 anos, entrou na lagoa e minutos depois gritou pedindo socorro. O vigilante que trabalhava no local e estava largando o serviço, resolveu ajudar.

Anderson Araújo, 26, não conseguiu socorrer o turista e também morreu afogado. O vigilante trabalhava a pouco mais de um ano na lagoa do Abaeté, era casado e deixa a mulher que está grávida de quatro meses. 

FONTE:R7  




Salário dos vigilantes da Paraíba-PB para 2015

CONFIRA AS TABELAS ABAIXO:




18 de fevereiro de 2015

Vigilantes carcereiros em presídio privado e as primeiras fugas





Minas Gerais é o primeiro estado brasileiro a ter um complexo penitenciário totalmente construído e administrado por meio de Parceria Público-Privada (PPP) do Brasil. O presídio, instalado em Ribeirão das Neves, na Grande BH, oferecerá 3.040 vagas, sendo 608 para cada uma das suas cinco unidades. O consórcio Gestores Prisionais Associados (GPA) será o responsável por gerir o local, em um contrato com duração de 27 anos. Foram investidos R$ 280 milhões na nova penitenciária.

O complexo é destinado aos detentos condenados, do sexo masculino, que não sejam chefes de quadrilha e cumpram pena em regime fechado ou semiaberto por crimes que não sejam considerados violentos.

As metas incluem a obrigatoriedade de que 100% dos presos trabalhem e estudem. O gestor privado será responsável ainda por oferecer assistência médica, odontológica, social e jurídica aos detentos a cada dois meses. O complexo é o primeiro de Minas a oferecer terapeutas ocupacionais. O subsecretário acredita na novidade como uma forma de "desafogar os presídios de BH e região metropolitana".

— Vai melhorar com certeza o nosso trabalho e diminuir a superlotação, além de auxiliar na ressocialização dos detentos. É uma alternativa que estamos testando.

AS FALHAS

Dois presos aproveitaram o Carnanaval para fugir doComplexo Penitenciário Público Privado (PPP), em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, na tarde desta terça-feira (17).

Dilcinei Martins dos Santos e Fabrício Henrique dos Santos trabalhavam no serviço de limpeza quando contaram com o descuido dos vigilantes para escapar por volta das 14h. Segundo a Suapi (Subsecretaria de Administração Prisional), os dois internos ficavam na unidade três e cumpriam pena em regime semiaberto. Não foi informado se eles tinham autorização para deixar o presídio durante o dia.

Policiais militares fazem rastreamento no matagal que cerca o presídio para tentar recapturá-los.

Como a administração do complexo penitenciário é privada, o consórcio GPA pode ser multado pelo Estado quando há fugas. Em 2013, um detento já tinha escapado da PPP enrolado em lençois.

O projeto é questionado pelo Ministério Público, que discorda da gestão privada da segurança e da custódia dos detentos. Outra polêmica é a cláusula do contrato de exploração que exige 90% de lotação máxima das celas - ou pagamento do Estado ao consórcio para vagas não ocupadas.
Fonte: R7